quarta-feira, 29 de setembro de 2010

natal

.
para marina quinan


a chama iluminava a mesa
ninguém nascia ali
mas nascia
a mulher sendo
caminho afora
o homem vendo
vivida a hora
a chama acesa
por entre os grãos
fecundava os momentos
que nasciam ali
mas não nasciam
resultavam

a chama que os olhos
da mulher e do homem
refletiam nas lágrimas
iluminavam a noite
e um dia de natal
que não nascia
mas nascia
na conversa
de pai e filha


MQ
.

4 comentários:

  1. Chegando com os pés descalços pra curtir tão belas palavras... Dá licença? Abraço Querido!

    ResponderExcluir
  2. Camila,

    Traga o encanto do seu jeito de olhar estrelas, seus pés descalços e venha pisar estradas...

    Benvinda!

    Te abraço

    ResponderExcluir
  3. Surrupiei essa maravilha, e logo posto no blog, Certo?

    É linda por demais!
    beijo

    ResponderExcluir