quinta-feira, 21 de julho de 2011

JAC. RIZZO - Prisão

.
Há palavras em mim
que não deixo sair

São loucas
desesperadas

Preciso guardá-las
amordaçá-las

Há palavras em mim
impuras
obscenas

Me calo
só deixo um grito
ferir o espaço

 
Jac. Rizzo - http://jacrizzo.blogspot.com/
.

Um comentário:

  1. nosaaa... sem palavras para descrevem o qnto são magnificas esta palavras!

    ResponderExcluir