sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

ALMA QUE AMA

.

alma que ama


por não te conhecer tanto
és perfeita dentro de mim,
assim, idealizo, sonho
e sofro a tua ausência

alma que me ama
minha alma também te ama
mas está, ainda, aprisionada
no meu corpo
que todos os dias sente saudades
do teu corpo e da tua alma

alma que me ama
prisioneira como a minha,
vivendo a ilusão de ser só alma,
num corpo que não conheço tanto
mas que é perfeito dentro de mim

alma que me ama
num dia nem vestígios
do meu corpo haverá
um dia quando só alma for,
no espaço infinito das almas,
ainda, doerá a lembrança
de tê-la tido, sem tê-la
de tê-la esquecido, sem esquecê-la


.
MQ
.

4 comentários:

  1. ...creio que um dia as almas que não tenham se encontrado, se encontrarão, pois é muito triste sentir uma alma morta num corpo vivo!!! Lindo seu poema!

    ResponderExcluir
  2. Lindo!
    Esse poema me lembra 'Futuros amantes' do Chico Buarque.

    "Não se afobe, não
    Que nada é pra já
    O amor não tem pressa
    Ele pode esperar..."

    Querido amigo, o poeta Vinicius
    tinha razão...vejo muitos desencontros nesta vida!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  3. Jac.

    Obrigado querida amiga.
    Você tem razão, mas estamos sempre nos encontrando no meio de algum desencontro.

    Te abraço.

    ResponderExcluir